Emoção, Mente e Sentimento

Entre os instintos e a mente, criam-se as emoções. Emoção é por a energia em movimento: e/in-motione-movere.

Vamos dizer que o Corpo Físico, a realidade matérica, inclui aquilo a que se chama o Corpo Etérico, o campo de energia e de vitalidade física. Deles fazem parte um conjunto de instintos básicos, que também têm a sua âncora ao nível do cérebro: o instinto de sobrevivência. o de procriação, e o de inclusão/pertença. Elego estes como os três nucleares já que são o garante da nossa conexão à experiência terrena. Isto é o ‘pacote Terra’.

Depois, há o Mental Inferior e o Superior, o plano Causal, o Búdico, o Átmico, e por aí fora. De onde é que surge o plano Emocional, muitas vezes chamado de Corpo Astral? Surge da intercepção entre a mente e os instintos, entre o Mental Inferior e o Corpo Etérico e o Físico, entre a Quarta e a Terceira Dimensão.

Este vídeo é um excerto de uma sessão e respeita a privacidade, omitindo contextos particularizantes. Se lhe fizer sentido, adapte-o a si.

Uma emoção é o que decorre de um pensamento, mesmo que seja subconsciente, e da pulsão instintiva que obedece àquela crença ou ideia.

Acontece que não nascemos ensinados a ter uma capacidade de autogestão das nossas emoções e da nossa mente, por defeito funcionamos maioritariamente em piloto automático.

Quando começamos a fazer um processo de Evolução Consciente, passamos a ter como que um grau de consciência ‘fora de nós’, um sábio observador. Este é a nossa Consciência Superior a olhar para a experiência que o Ego – os instintos, o plano Emocional e o Mental Inferior – está a viver. Essa dimensão de consciência está fora dos automatismos egóicos e portanto pode gerir, inspirar e orientar tudo o que se passa a nível existencial.

Não temos de ficar refèns das reacções da mente, por exemplo quando criamos pensamentos obsessivos, ou das emoções quando entram em estado de stress, ou de um corpo que não dorme. Somos muito mais do que pensamos e podemos bem mais do que sentimos. Podemos gerir, harmonizar e potenciar o que nos habita e move. Podemos controlar, libertar e amadurecer o plano Emocional sujeitando-o à sabedoria da Consciência, que disciplina o plano Mental.

Como é que se pára a reacção? Como escolher melhor? Como fazer tudo isto? (ver mais no vídeo acima)

Agora, emoções são uma coisa, sentimentos são outra. Emoções afloram ou irrompem e tomam-nos, sem que seja uma escolha nossa. É bom que o façam, sinalizam-nos o quão mais ou menos alinhados estamos com a nossa Matriz da Personalidade e da Alma. No entanto, depois de irromperem nós é que mandamos nelas, nós é que dirigimos a energia que movem.

Sentimentos, por outro lado, advêm de uma escolha consciente do que elegemos sentir, são a expressão mais visível da inteligência cardíaca, por assim dizer.  Sentimentos decorrem da ponte entre uma escolha mental e o que o coração nos revela de melhor. São vibrações poderosas resultantes da nossa Sabedoria Superior e da designada Coerência entre a Mente e o Coração.

Já terás tido experiências em que, no meio de um conflito, basta compreenderes o lugar do outro para que a energia mude e outras realidades se manifestem. Isto é uma escolha de gestão das emoções por via da Consciência Superior, que abre lugar a um sentimento no coração (Compreensão neutra e amorosa, por exemplo), trazendo uma vibração diferente à ocasião. Vale lembrar que também podemos fazer isto connosco!

Portanto, disciplinar a nossa Mente Inferior é bom, já que o Ego entra a matar se o trono da nossa Identidade estiver só nas suas mãos.

Esse tal de Ego é essencial e é bom tê-lo como cúmplice, mas não como dono.

Não há obstáculo maior do que a nossa capacidade de o ultrapassar. Isto é, se estivermos alinhamos e centrados e soubermos como abordar as coisas, em vez de as removermos da consciência ou esperar que se evaporem da realidade – nunca funciona : )

 (Anamar)

Se gosta deixe um coração e partilhe!

Vamos conversar?

Convido-a/o a comentar abaixo este Post e deixo-lhe aqui um pouco sobre mim.

Comecei a dar consultas em 1994 e sou desde há muito consultora, terapeuta, formadora e comunicadora  ou, como prefiro dizer, uma catalisadora da mudança evolutiva nas pessoas e nos seus negócios ou projectos. Dou portanto consultas e sessões, cursos e formação prática, palestras, e crio conteúdos físicos e virtuais.

Chamo ANAMARNAVA ao meu trabalho. É um método de síntese de tudo o que aprendi e vivi. Propõe uma via sólida e harmoniosa de evolução consciente ao serviço da autorealização das pessoas, numa arte de viver com alma e propósito, focada na criação de resultados concretos. Se quer saber mais clique aqui.

Anamar

MEMBRO SENIOR DA ACCPH

Accredited Counsellors, Coaches, Psychotherapists and Hypnotherapists

0 Comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

VIVER COM ALMA, TRANSFORMAÇÃO E EVOLUÇÃO CONSCIENTE

Existe uma ponte entre a vanguarda da ciência e a espiritualidade prática, entre a mente e o coração, e entre o ego e a alma.

Não queremos só ser mais felizes e dar o maior bem aos outros e ao mundo, também queremos melhores resultados e uma vida com sentido.

Para isso é bom saber quem somos, de onde vimos e para onde vamos, e como criar conscientemente a realidade que mais nos corresponde aqui e agora.

Se gosta deixe um coração e partilhe!
ANAMARNAVA
Send this to a friend